Volks negocia demissão nas plantas do Brasil

Atualização:

Sindicato e Volks iniciam negociações para evitar cortes em São Bernardo

Com 15 mil funcionários em quatro plantas no país, a Volkswagen negocia junto aos sindicatos dos trabalhadores o desligamento da mão-de-obra excedente.

A direção do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC se reuniu  com a direção da empresa na última terça-feira, dia 18 de agosto. Segundo o Sindicato, o excedente seria de 5 mil funcionários, 35% do total dos profissionais empregados nos setores fabril e administrativo.

Em São Bernardo, a fábrica da Volks conta hoje com 8,6 mil trabalhadores. Na próxima semana estão previstas novas reuniões entre sindicato e direção da empresa para tentar um acordo que evite as demissões.

A montadora alega que será necessária a revisão dos acordos coletivos e da estabilidade por conta do cenário atual. Mas, ainda há algumas possiblidades, como redução salarial e de benefícios. Poderá também ser implementado um PDV (Plano de Demissão Voluntária).

Segundo dados da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores),  retração da montadora este ano deve ficar na faixa dos 45%. A recuperação para os patamares anteriores à pandemia deve ocorrer apenas em 2025.

Foto: Reprodução

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − nove =