São Caetano supera um terço da população testada contra a covid-19

Além do distanciamento social, testar é a única alternativa para reduzir o contágio  do coronavírus na população. Referência nacional no combate à covid-19, São Caetano já testou mais de um terço dos moradores.. Até quinta-feira, dia 23 de julho, foram realizados 54.097 testes, contabilizando os cinco programas de testagens da prefeitura, além dos servidores públicos e pacientes internados nos hospitais municipais. O número representa 33,5% da população da cidade, que é de 161.127 habitantes, segundo estimativa feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2019.


“A testagem em massa nos permite mapear o comportamento do coronavírus. Com isso, além de protegermos os nossos moradores, conseguimos adotar ações assertivas no combate à covid-19, sempre na busca do objetivo maior, que é salvar vidas”, afirma o prefeito José Auricchio Júnior, alertando que a flexibilização da quarentena não significa volta à normalidade. “Estamos atravessando a pior crise sanitária do mundo contemporâneo. É fundamental que todos continuem se protegendo.”


Conheça os cinco programas de testagem da Prefeitura contra a covid-19:


Domiciliar (Disque Coronavírus)
 – Iniciado em 6 de abril em parceria com a USCS, é destinado exclusivamente a moradores com sintomas de covid-19. O chamado deve ser efetuado pelo Disque Coronavírus (0800 774 4002) ou pelo hotsite coronasaocaetano.org. Identificado indício da doença, é enviado kit para o morador realizar a autocoleta para o exame PCR. O material coletado é enviado para a USP – o resultado sai em até 48 horas.


Drive Thru de Testagem em Massa
 – Iniciado em 25 de abril, o Drive Thru de Testagem Rápida funciona na Garagem Municipal (Avenida Presidente Kennedy, 2.100). Lá já foram testados milhares de trabalhadores de diversos segmentos. Atualmente, a iniciativa é direcionada aos idosos, mediante agendamento no site www.saocaetanodosul.sp.gov.br/coronavirus. O resultado sai em 15 minutos.


Bloqueios de Trânsito / Barreiras Sanitárias
 – Iniciado em 14 de maio, complementa o mapeamento da covid-19 na cidade. Os bloqueios são montados estrategicamente nos 15 bairros, de forma itinerante, de segunda a sábado. Motoristas e passageiros que apresentam alterações na temperatura e no nível de oxigênio são submetidos ao teste rápido no local. Em junho, a ação foi ampliada também para dentro dos ônibus.


Inquérito Epidemiológico
 – Iniciado em 30 de maio, dá uma dimensão mais precisa sobre quantos moradores têm ou já tiveram contato com a covid-19 e desenvolveram anticorpos contra a doença, permitindo a tomada de ações assertivas do poder público contra o coronavírus. Foram quatro rodadas de pesquisas por amostragem e testes rápidos, sendo 3.441 pessoas testadas.


Habitações Coletivas
 – Iniciado em 17 de junho, os testes rápidos nas habitações coletivas têm o objetivo de identificar pessoas que contraíram o coronavírus e não apresentaram sintomas, e que, sem o diagnóstico, são potenciais transmissores da covid-19. A Prefeitura criou o Crais (Centro de Referência de Acolhimento e Isolamento Social), um serviço de hotelaria que dá opção do isolamento adequado aos moradores positivados.

 Foto: Eric Romero / PMSCS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 4 =