São Bernardo anuncia restrições para frear avanço da variante ômicron da covid

A Prefeitura de São Bernardo publicou nesta sexta-feira, 03 de dezembro, decreto que proíbe a realização de Carnaval na cidade em 2022, bem como restringe o funcionamento de bares, restaurantes, shopping centers, lojas de conveniência, buffets, casas de shows e congêneres até, no máximo, às 2h. A medida preventiva ocorre diante do surgimento de uma nova variante da Covid-19, denominada ômicron. O Festival de Verão, tradicionalmente realizado em janeiro, e a tenda em celebração ao Natal também foram cancelados.

De acordo com o decreto, será proibida a realização de eventos carnavalescos, como desfiles, bailes, blocos de rua durante o Carnaval de 2022. A proibição é válida tanto para locais públicos e estabelecimentos privados (clubes, bares, restaurantes, buffets, boates, entre outros).  A partir de 13 de dezembro, a realização de eventos também só poderá ocorrer com público sentado, incluindo shows e apresentações musicais, bailes, confraternizações, comemorações de Natal e Reveillon.

“A variante ômicron é uma realidade. Não vamos deixar explodir o número de casos para começar a tomar medidas. A pandemia nos ensinou muitas coisas e já sabemos o que deu certo e o que deu errado. Por isso, estamos atuando de forma preventiva para que nada feche. Como fizemos desde o início da pandemia, estamos ouvindo a ciência e o nosso Comitê de Combate ao coronavírus”, explicou o prefeito Orlando Morando, durante transmissão ao vivo nesta quinta.

 

Restrição de Horários

Também a partir do próximo dia 13, o funcionamento de bares, restaurantes, shopping centers, lojas de conveniência, buffets, casas de shows e congêneres, devem ocorrer até no máximo às 2h, exclusivamente com público sentado, sendo proibido o consumo e atendimento de pessoas em pé. Estes estabelecimentos devem continuar dispondo de álcool gel aos seus frequentadores.

 

Máscaras

O uso de máscara continua obrigatório em todo território municipal, por tempo indeterminado, seguindo recomendação do Comitê Científico do Governo do Estado, que reviu a decisão de desobrigar o uso do artigo de proteção em locais abertos a partir do próximo dia 11 em todo o Estado de São Paulo. A manutenção do uso de máscaras leva em consideração os possíveis impactos da variante ômicron às vésperas do fim de ano.

 

Foto: Ricardo Cassin/PMSBC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − três =