Aulas presenciais só voltam se houver total segurança, diz secretário estadual da Saúde

Para que possa ser mantida a previsão da volta às salas de aula para o dia 8 de setembro, as 17 áreas de saúde do Estado precisam estar na Faixa Amarela do Plano São Paulo por 28 dias. A afirmação foi feita hoje pelo no novo secretário estadual da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, em entrevista na Globo News.

Muitos pais tem mostrado preocupação com a volta dos filhos para a escola na data programada. O Estado, segundo o governador João Doria está atualmente no platô da pandemia, isto é, com uma estabilidade. Mas os casos ainda estão altos e com crescimento em varias regiões do interior.

“O que temos visto é que muitas regiões regrediram para a quarentena mais rígida. Para que possa ser mantida a previsão de volta ás aulas no dia previsto, as 17 áreas precisam estar na Faixa Amarela por 28 dias. Se apenas uma estiver na Laranja, isso não vai acontecer”, reforçou o secretário.

Os 28 dias, segundo Gorinchteyn, correspondem a dois ciclos da doença e vão garantir que é possível retornar com segurança em risco de regressão para as fases mais restritivas. Sem isso não há volta às aulas presenciais.

Para ele, o quesito é fundamental para a segurança das crianças e de pessoas que convivem com elas e para a sociedade, já que os estudantes são vetores de transmissão. “Vai ser feita uma análise muito segura”, complementou.

Leia mais:

Foto: EBC

One thought on “Aulas presenciais só voltam se houver total segurança, diz secretário estadual da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − doze =