Bluehole publica artigo sobre a primeira cápsula de vaporização de sistema fechado autorizado pela FDA equipado com tecnologia FEELM

SHENZHEN (China) 28/4/2022 –

O principal meio de comunicação da China no campo de vaporização, a Bluehole New Consumption, publicou hoje um artigo sobre a primeira cápsula de vaporização de sistema fechado autorizado pela FDA equipado com tecnologia FEELM.

Este comunicado de imprensa inclui multimédia. Veja o comunicado completo aqui: https://www.businesswire.com/news/home/20220427006234/pt/

(Photo: Business Wire)

(Photo: Business Wire)

Aqui abaixo está o texto completo:

A Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos EUA autorizou a comercialização do NJOY Ace e de suas cápsulas de e-líquido com sabor de tabaco na última terça-feira, 26 de abril. Trata-se do primeiro cigarro eletrônico com esse status na FDA equipado com bobinas de cerâmica e fabricado pela FEELM, a principal marca de tecnologia de atomização pertencenteàSMOORE.

A NJOY é parceira da SMOORE desde 2009. O NJOY Ace foi lançado em 2018 e é alimentado por FEELM inside, a primeira bobina de atomização de cerâmica preta do mundo com película metálica. Ao ser o primeiro cigarro eletrônico de bobina de cerâmica e cápsula de vaporização autorizado pela FDA, a aprovação de comercialização do NJOY Ace mostra o potencial de redução de danos da bobina de cerâmica da FEELM. De acordo com a FDA, a venda do NJOY Ace está permitida porque “os testes químicos foram suficientes para determinar que os níveis gerais de componentes nocivos e potencialmente nocivos [HPHC, na sua sigla em inglês] no aerossol desses produtos são menores do que na fumaça do cigarro convencional”.

Com base nos requisitos da Premarket Tobacco Product Application (PMTA) – ou, em português, “solicitação de pré-venda de produtos de tabaco” –, a SMOORE estabeleceu um sistema abrangente de testes analíticos e avaliação de segurança, incluindo o primeiro laboratório de toxicologia corporativo da indústria de vaporização, que explora os impactos na saúde da exposição ao vapor de cigarros eletrônicos a partir de testes de citotoxicidade e avalia a reação das células vivas a diferentes componentes do vapor do cigarro eletrônico. A empresa também desenvolveu a terceira geração de padrões de segurança internos SMOORE 3.0, que abrange todos os testes de PMTA e os HPHC listados pela FDA.

“O princípio da PMTA é fundamentar científica e sistematicamente o desempenho de redução de danos dos produtos de vaporização e mostrar que são adequados para a proteção da saúde pública”, disse o Dr. Long, diretor do Centro de Testes Analíticos e Avaliação de Segurança da SMOORE. “O fabricante deve demonstrar o potencial do produto para influenciar os fumantes adultos, ao mesmo tempo em que previne jovens e não fumantes da dependência da nicotina”, o que poderia explicar que todos os produtos de vaporização autorizados pela FDA tenham sabor de tabaco e que os produtos com sabores populares não tenham recebido autorização de comercialização. Também indica que os fabricantes de vaporização devem se focar na reprodução do sabor do tabaco e melhorar o desempenho da redução de danos, a fim de serem aprovados segundo a via da PMTA.

De acordo com a Nielsen, nas duas semanas encerradas em 9 de abril de 2022, a Vuse superou a Juul e se tornou a número um nas vendas de cigarros eletrônicos dos EUA, com uma participação de mercado de 35%. Seu principal produto, Vuse Alto, também é equipado com bobinas de cerâmica da FEELM. Como terceira força nos EUA, a NJOY representa cerca de 3,1% de participação de mercado. Além disso, um juiz federal exigiu que a FDA forneça relatórios de progresso sobre as PMTA enviadas pelas principais marcas de vaporização. A expectativa é de que outras grandes protagonistas do mercado, como a Vuse e a Juul, recebam seus relatórios de status da FDA em breve.

Para ler o artigo original, acesse: https://www.bluehole.com.cn/news/detail/49641

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Contato:

Chen Bianji

(86)13530848319

Fonte: BUSINESS WIRE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 3 =