Volta às aulas presenciais não será obrigatória em Santo André

A volta às aulas presenciais em Santo André será uma decisão dos pais, pelo menos durante o mês de fevereiro e enquanto as crianças de 05 a 11 anos ainda estão em processo de vacinação contra a covid-19. Esta informação foi passada nesta quinta-feira, 27 de janeiro, pelo prefeito Paulo Serra em live nas redes sociais sobre o retorno da rede municipal, prevista para o dia 07 de fevereiro.

Segundo ele, parte dos alunos já receberam tablets para que não haja perda no aprendizado caso os pais optem por mantê-los em casa. Mas, esta possibilidade só será permitida durante o mês de fevereiro. “A expectativa é que todas as crianças sejam vacinadas até o próximo mês, permitindo o retorno presencial seguro”, disse Serra.

Porém, ele ressaltou que após a imunização, as aulas serão apenas presenciais. “Não há como adiar mais o retorno às salas de aula. As perdas para as crianças foram enormes”, ressaltou o prefeito.

Esta semana, a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) divulgou estudo que aponta que a pandemia causo perdas de dez anos na educação do Brasil. O estuado mostra ainda que em vários Estados brasileiros, cerca de três em cada quatro crianças do 2º ano estão fora dos padrões de leitura, número acima da média de uma em cada duas crianças antes da pandemia. Em todo o Brasil, um em cada dez estudantes de 10 a 15 anos relatou que não planeja voltar às aulas assim que sua escola reabrir.

Foto: Helber Aggio/PSA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 2 =