Sehal ajuda empresários do setor a conseguir empréstimos do governo

Para sobreviver em meio à pandemia, empresas dos setores de hospedagem e alimentação do ABC que foram afetadas pela crise, podem recorrer às medidas emergenciais lançadas pelo governo com a concessão de empréstimos, principalmente para os pequenos estabelecimentos. Os créditos estão disponíveis para reduzir os impactos financeiros.

O Sehal (Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC) coloca o seu departamento jurídico à disposição dos associados que busquem informações a respeito de como devem ser feitas as solicitações. “Nosso objetivo é ajudar as empresas a se manterem em funcionamento e preservar os empregos. Recursos que ajudem a financiar o pagamento dos salários serão bem vindos”, disse Beto Moreira, presidente do Sehal.

Entre os financiamentos, foram lançados pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), créditos para empresas de todos os portes para os empreendedores amortecerem os impactos financeiros. Os financiamentos são realizados somente por meio de bancos credenciados.

O Banco do Povo também anunciou linhas de microcrédito para auxiliar empreendedores de pequenos negócios. Podem realizar os empréstimos pessoas jurídicas de micros e pequenos negócios formais (MEI, ME, LTDA, EIRELI) e também microempreendedores urbanos e rurais, inclusive do setor informal.

Há ainda o auxílio emergencial de R$ 600, para empreendedores que são MEI (Microempreendedor Individual) e faturaram até R$ 28 mil no ano passado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − dois =