Coop registra alta da venda de flores e cartões pré-pagos durante a pandemia

A pandemia da covid-19 e a quarentena que começou em março e obrigou muita gente a mudar os hábitos e rotinas. Entre abril a agosto deste ano, a Coop (Cooperativa de Consumo) registrou um aumento de 250% na procura por cartões pré-pagos, também chamados de cartões-presente ou gift cards, se comparado ao mesmo período do ano passado. 

São vários tipos de cartões oferecidos aos cooperados e clientes, com valores de R$ 50 e R$ 100 os quais podem ser utilizados para presentear em ocasiões especiais, como Queijo e Vinho, Chá de bebê, Churrasco, Amigo Secreto, Dia dos Namorados, Mães e até Ceia de Natal. 


O presenteado pode utilizar o valor em qualquer loja do supermercado ou drogaria Coop no prazo de até seis meses, a contar do dia da ativação feita pelo comprador no caixa da loja. Os cartões-presente são encontrados nos displays distribuídos pelas lojas junto aos demais produtos digitais, como games, filmes, cursos, músicas e serviços. 


O produto também está sendo uma excelente alternativa para ajudar famílias em vulnerabilidade social e até instituições beneficentes que foram muito prejudicadas com a queda acentuada de recursos financeiros. A Instituição Assistencial e Educacional Dr.Klaide, de Santo André, por exemplo, buscou parcerias com pessoas físicas e jurídicas para que realizassem doações em dinheiro e estas foram convertidas em cartões-presente.


Dessa forma, cada família tem a liberdade de escolher os produtos direto na prateleira, garantindo que os mesmos atenderão às suas necessidades. Outra facilidade é que, se houver necessidade, os cartões pré-pagos também podem ser utilizados na compra de medicamentos nas drogarias Coop. Essa ação é permanente e já beneficiou mais de 600 famílias, durante os últimos cinco meses.
A Cooperativa também lançou o Coop Card, voltado para as empresas, as quais podem substituir as cestas básicas físicas por cartões pré-pagos com o valor que desejar.  “Este cartão é ideal para o momento em que estamos vivendo, pois o colaborador da empresa pode ir com o seu cartão em qualquer unidade da Coop e comprar os produtos que realmente necessitam”, explica o assistente de Produtos Financeiros Daniel Spirandelli.


Flores A rede de supermercados também registrou alta de 10% nas vendas de flores, entre 1º de março e 16 de agosto, com pico de 16% na primeira quinzena do mês passado.

Gecivaldo Araújo, supervisor da Benassi, empresa responsável pelo abastecimento das espécies nas lojas da Coop e também pelo setor de hortifrútis, acredita que os clientes, muitos deles ainda em quarentena ou em trabalho remoto, estejam com mais tempo para se dedicar ao cultivo ou apostando nas flores para alegrar o ambiente doméstico.

“É o que eles têm comentado nas lojas”, explica, acrescentando que as espécies mais visadas ao longo do período foram ervas aromáticas e as coloridas violetas e calandivas. Independentemente do propósito, o mix de flores e plantas, que movimenta cerca de 200 tipos ao longo do ano, de acordo com a sazonalidade, atende as mais diversas preferências dos clientes. O setor oferece roseira, minicactos, orquídeas phalaenopsis, suculentas, tulipas, antúrios, kalanchoe e várias outras espécies. 

A Coop trabalha com flores e plantas ornamentais há 17 anos e todo o sortimento disponibilizado na rede de supermercados vem diretamente da Veiling Holambra, a maior cooperativa de flores da América Latina, localizada na cidade de Holambra, interior de São Paulo.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 1 =