ABC e Grande SP regridem para a fase laranja do Plano São Paulo

O agravamento da pandemia da covid-19 fez com que o govenador João Doria anunciasse nesta sexta-feira, 26 de fevereiro, a regressão da Grande São Paulo, inclusive o ABC, para a fase laranja do Plano São Paulo. As regiões de Campinas, Sorocaba e Registro também recuaram para a fase laranja. As regiões de Marília e Ribeirão Preto passaram para a vermelha, a s mais restritiva. Já, a de Piracicaba, saiu da laranja, indo para a amarela, por conta de uma melhora nos indicadores da saúde.

Com a regressão para a fase laranja, bares não podem ter consumo local e restaurantes podem operar até às 20h,  com capacidade de até 40%. Shoppings, comércios e salões de beleza e cabeleireiros, também podem funcionar com 40% da capacidade e apenas por oito horas diárias.

Segundo dados apresentados pelo secretário de Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn, na quarta-feira, 6.767 leitos hospitalares estavam ocupados em todo o Estado, superando o maior número, 6,250 alcançado em julho do ano passado. A taxa de ocupação de UTI voltou a subir e atingiu 70,4% no Estado e 70,8% na Grande São Paulo.

O secretário também apontou que houve um aumento de 13% nas novas internações no período de 21 a 25 de fevereiro, na comparação com a semana anterior.

Além de regredir para a fase laranja, o governador manteve o toque de restrição de circulação que começa a valer nesta sexta-feira.

Fiscalização

De acordo com o decreto do governador publicado no Diário Oficial do Estado, quem descumprir as restrições que serão impostas no período noturno, poderão pagar multa que pode chegar a R$ 10,2 milhões e ainda levados à detenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + oito =