ABC começa a abrir o comércio neste sábado

Mesmo sem estarem na faixa laranja que permite o início da flexibilização da economia, os sete prefeitos do ABC (Diadema, Mauá, Santo André, São Bernardo, São Caetano, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra) iniciam neste sábado, dia 06 de junho, a reabertura do comércio. A primeira etapa será de concessionárias e escritórios.

A medida, segundo o presidente do Consórcio e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão, se deve ao fato de a cidade de São Paulo ter autorizado a abertura destes negócios a partir desta sexta. Segundo ele, o trânsito entre as cidades do ABC poderia ficar maior e assim aumentar a disseminação do coronavírus (causador da covid-19).

Apesar de mostrar para o governo do Estado que as cidades do ABC têm condições melhores do que a capital em relação à doença e ao número de leitos, o governo manteve a classificação na faixa vermelha para o ABC nesta semana. Segundo o secretário de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi, por conta da chegada de 40 novos respiradores nesta semana e mais 30 que devem ser entregues na semana que vem, o ABC poderia conseguir passar de faixa já na próxima semana. Porém os prefeitos resolver se adiantar e autorizar a abertura já neste sábado.

Em São Bernardo, o decreto para a liberação será publicado amanhã. O prefeito, Orlando Morando, em decisão alinhada com os demais prefeitos do Grande ABC, determinou o início do plano gradual de reabertura do comércio da cidade, a partir deste sábado, por meio do decreto municipal nº 21.174. Estão autorizados, neste primeiro momento, concessionárias e revendedores de veículos novos e usados em geral (automotores, caminhões e motocicletas), escritórios em geral (assessoria de qualquer natureza; serviços contábeis, advocatícios, de engenharia e arquitetura, representações comerciais, entre outros).

 Até então, estava válido no município somente o funcionamento de estabelecimento de serviços essenciais, como supermercados, oficinas e farmácias, entre outros. A abertura gradual obedece todos os quesitos técnicos estipulados pelo Estado, no que tange a oferta de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), enfermaria, e demais ações de combate à pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

“Estamos respeitando o decreto estadual sobre os números e sobre o comitê científico. A partir do momento que temos números que tranquilizem, sob aspecto da capacidade de atendimento, não tem porque continuar aguardando”, destacou o prefeito Orlando Morando.

REGRAS – O texto do novo decreto municipal descreve que o funcionamento dos estabelecimentos mencionados estarão aptos para reabertura mediante a uma série de regras sanitárias.

Para as concessionárias, o horário de funcionamento deverá ser das 13h às 17h. Os estabelecimentos deverão limitar a capacidade declarada no Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) a 20%, otimizar o agendamento de atendimento com intervalo de 30 minutos entre atendimentos; estimular o home office, sempre que possível, principalmente para mães com filhos pequenos e para pessoas de grupo de risco, garantir o distanciamento de 1,5m entre funcionários e clientes, exigir o uso de máscaras pelos funcionários e clientes; disponibilizar álcool gel 70° em local visível na entrada e saída do estabelecimento, garantir acesso à pia e lavatório, com insumos para higienização das mãos (água, sabão e toalhas descartáveis), estabelecer protocolo de higienização e limpeza interna dos veículos quando da realização de teste drive e aferir de temperatura dos usuários através de termômetro digital infravermelho na entrada do estabelecimento.

Para os escritórios, as regras básicas seguem o mesmo critério. Contudo, o horário de funcionamento será das 10h às 14h.

Neste sábado, Vinholi estará no ABC para  anuciar mais 100 leitos para o Quarteirão da Saúde, em Diadema, que será o centro de referência covid do Estado no ABC. Na ocasião ele irá conversar com os prefeitos sobre a liberação antes de autorizada pelo Estado.

Foto: Gabriel Inamine/PMSBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × um =